Coronavac possui 50,7% de eficácia, aponta estudo brasileiro

Um estudo científico brasileiro aponta que a Coronavac – vacina produzida pelo Instituto Butantan e pela farmacêutica chinesa Sinovac – possui eficácia de 50,7% para casos sintomáticos da Covid-19, podendo chegar a 62,3% quando há um intervalo maior entre as duas doses da vacina. O valor é pouco maior do que os 50,38% divulgado em janeiro pelo governo de São Paulo. 

O artigo foi enviado para revisão de pares e publicação na revista científica The Lancet. Segundo o estudo, a vacina possui uma eficácia entre 83,7% e 100% para casos que necessitam de assistência médica, o que também supera o anunciado pelo governo paulista de 77,96%.

A pesquisa mostra ainda que a vacina produzida pelo Butantan é capaz de proteger contra as variantes P1 (Manaus) e P2 (Rio de Janeiro) do coronavírus.

O estudo foi realizado entre os dias 21 de julho e 16 de dezembro de 2020, com 12.396 participantes voluntários de 16 centros de pesquisa no Brasil. Todos receberam ao menos uma dose da vacina ou de placebo. Do total, 9.823 voluntários receberam duas doses do imunizante.

Fonte: Brasil 61

Comentários