Inadimplência sobe em novembro e atinge o maior patamar do ano

 Inadimplência sobe em novembro e atinge o maior patamar do ano
Compartilhe esta notícia:
Digiqole ad

Cresceu o número de pessoas com dificuldade de manter as contas em dia. A inadimplência subiu em novembro para o maior patamar do ano, com mais de 26% (26,1%) das famílias relatando ter dívidas ou contas em atraso. Em outubro, eram cerca de 26% (25,6%). Os dados estão na Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo.

Para as famílias com renda acima de dez salários mínimos, a proporção de endividados foi a maior já observada na série histórica do indicador, com aumento mensal de 69,5% para 70,3%.

De acordo com a pesquisa, as famílias com rendimento de até dez salários mínimos continuam recorrendo ao uso do cartão de crédito. Na passagem de outubro para novembro, o percentual de endividados nessa faixa de renda saltou de 75,9% para 77%. No mesmo mês do ano passado, o indicador registrava 67,9%, o que representa um aumento anual de quase dez pontos percentuais em 2021.

Ainda segundo com o levantamento, o prazo médio de atraso na quitação das dívidas também voltou a aumentar em novembro, chegando a 61 dias em média. E, apesar da queda de 1,4 ponto percentual na comparação anual, a proporção de atrasos acima de 90 dias é a maior desde agosto deste ano, alcançando aproximadamente 42% dos inadimplentes.

Fonte: Radioagencia Nacional

Digiqole ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: