Ministro de Minas e Energia descarta risco de apagão no país

 Ministro de Minas e Energia descarta risco de apagão no país

A Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) e a Comissão Temporária Externa para averiguar as causas e efeitos da crise hidroenergética (CTECRHE) realizam audiência pública conjunta, com ministro de Minas e Energia, para entender a profundidade dos problemas envolvendo a crise hídrica e quais soluções o governo federal vem adotando para se precaver de possíveis racionamentos. Os senadores debatem os aumentos tarifários e o planejamento que a pasta está adotando para o próximo ano. À mesa, ministro de Estado de Minas e Energia, Bento Albuquerque. Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Compartilhe esta notícia:
Digiqole ad

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, descartou qualquer risco de desabastecimento elétrico ou de apagão no país, por conta da crise hídrica dos reservatórios.

 Durante a inauguração do laboratório do Centro de Pesquisas de Energia Elétrica da Eletrobras, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, o ministro disse que o país atravessa a pior crise hídrica dos últimos 90 anos, com falta de chuvas nos principais reservatórios. Mas ressaltou que o setor elétrico soube trabalhar para superar o problema.

Bento Albuquerque também falou sobre a possibilidade de construção de uma quarta usina nuclear no país, para se somar às que já estão em funcionamento em Angra dos Reis, no litoral sul do Rio de Janeiro.

Ele não definiu, no entanto, onde seria construída a nova usina, mas garantiu que será de uma nova geração, menor, mais eficiente e mais segura que as atuais.

O novo centro de pesquisas, chamado Laboratório de Smart Grids, inaugurado pelo ministro, nesta sexta-feira, é um dos primeiros do gênero no País e recebeu investimentos da ordem de R$ 20 milhões. A previsão é de que ajude nas pesquisas e prestação de serviços às empresas do setor de energia, contribuindo para o avanço tecnológico brasileiro.

Fonte: Radioagencia Nacional

Digiqole ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: