PCMG fecha o cerco contra crimes patrimoniais em Sete Lagoas

A Polícia Civil de Minas Gerais, em Sete Lagoas, vem intensificando o combate a crimes patrimoniais na cidade. Somente no mês de maio, foram realizadas quatro grandes operações que visam fechar o cerco à criminalidade, resultando no cumprimento de sete mandados de busca e apreensão e três prisões em flagrante.

No dia 31, em desdobramento à operação Tesla, a equipe de investigadores cumpriu dois mandados de busca e apreensão com o intuito de encontrar bens furtados da empresa Tesla. Após levantamento, os policiais encontraram parte dos bens subtraídos e apreenderam o veículo utilizado no crime.

Já durante a operação Parasita, deflagrada no dia 25, um homem foi preso em flagrante após uma semana de investigação. Na ocasião, os policiais descobriram que o funcionário de uma empresa estava desviando produtos, guardando os objetos na casa dele. Após análise de câmeras de gravação, foi possível identificar o suspeito. A maior parte dos bens subtraídos foi localizada e restituída à empresa.

No dia 19, as equipes cumpriram um mandado de busca e apreensão na cidade de Belo Horizonte, tendo como objetivo recuperar produtos furtados em Sete Lagoas. Batizada de operação Spartacus, a ação terminou com a prisão de um receptador e na apreensão de uma televisão furtada, quatro máquinas caça-níqueis e uma munição calibre 357.

Pela operação Park, desencadeada no dia 14, um suspeito de tráfico de drogas e investigado por uma série de furtos, foi preso em flagrante. A ação policial foi motivada por um furto cometido em Fortuna de Minas, cidade a 30 quilômetros de Sete Lagoas. Com o preso, foram apreendidas 34 buchas de maconha, bem como munições de diferentes calibres.

O delegado Leandro Andrade Saraiva destaca a importância da repressão constante a esses tipos de crimes. “Tais ações demonstram o comprometimento da PCMG em Sete Lagoas no sentido de combater a criminalidade, especialmente delitos contra o patrimônio, trazendo sensação de segurança à população”, concluiu.

Fonte: ASCOM PCMG

Comentários




 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui