Pesquisadores da Fiocruz realizam estudo sobre trabalhadores invisíveis da saúde

Movimentação de idosos no posto da 612 Sul para Vacinação contra Influenza

Uma equipe de pesquisadores da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) e Centro de Estudos Estratégicos (CEE) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), está realizando um estudo sobre a condição de vida, trabalho e saúde mental dos trabalhadores de nível técnico e auxiliar da saúde.

Chamados de “trabalhadores invisíveis”, estes profissionais enfrentam diariamente novos casos e óbitos relacionados à Covid-19 e encaram um cotidiano anonimato nas instituições e em suas equipes. O questionário visa entender como os trabalhadores estão lidando com a pandemia em seu dia a dia.

O objetivo é gerar informações que ajudem na formulação de políticas públicas e melhorias no Sistema de Saúde. A Fiocruz salienta que as informações prestadas são sigilosas. Para participar da pesquisa basta responder o questionário disponível no site da Fundação.

Fonte: Brasil 61

Comentários