Presidente do Inep foi a Câmara explicar os 37 pedidos de exoneração

 Presidente do Inep foi a Câmara explicar os 37 pedidos de exoneração
Compartilhe esta notícia:
Digiqole ad

Os pedidos de exoneração dos cargos de 37 servidores do Inep, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, não devem atrapalhar a aplicação do Enem neste ano, segundo o presidente da Instituição, Danilo Dupas. Ele declarou que as provas estão armazenadas com segurança.

O presidente do Inep, órgão responsável pelo Enem, foi à Comissão de Educação da Câmara, nesta quarta-feira, para explicar o pedido coletivo de exoneração às vésperas do Exame.

Em carta, parte dos funcionários alegou que há fragilidade técnica e administrativa na atual gestão. A associação de servidores do Instituto ressaltou, por meio de nota, que as exonerações se somam a denúncias de assédio moral por parte da coordenação do Inep.

O deputado do PT mineiro, Rogério Corrêa, questionou o presidente do Inep sobre o motivo dos pedidos de exoneração dos cargos comissionados. Danilo Dupas negou as denúncias de assédio e explicou que não houve interferência na elaboração das provas, uma vez que as perguntas do Enem deste ano já estavam no banco de questões do Inep.

O presidente do Inep disse ainda aos deputados que está apurando internamente o que motivou os pedidos de exoneração e que vai conversar com a Associação dos Servidores do Instituto.

O Enem de 2021 está marcado para ocorrer nos dias 21 e 28 de novembro.

Fonte: Radioagencia Nacional

Digiqole ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: