Professores de municípios que aderirem ao Mãos Dadas podem fazer cursos gratuitos de graduação e pós-graduação

 Professores de municípios que aderirem ao Mãos Dadas podem fazer cursos gratuitos de graduação e pós-graduação
Compartilhe esta notícia:
Digiqole ad

Uma das grandes oportunidades apresentadas pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) como parte do Projeto Mãos Dadas é a oferta de cursos de formação em universidades estaduais para os educadores dos municípios que aderirem à iniciativa. Dessa forma, esses profissionais terão ampliadas as suas possibilidades de atuação dentro da rede estadual de ensino ou rede municipal, caso optem pela adjunção.

Os cursos serão oferecidos pela Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) e pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). As graduações são gratuitas e, nas duas universidades, os interessados podem escolher entre Artes, Física, Letras e Matemática. 

Há, ainda, vagas de especialização em Alfabetização e Letramento, Matemática, Gestão Escolar, Educação Especial e Ensino Religioso, todas oferecidas pela Unimontes.

Considerando todos os cursos, serão oferecidas aproximadamente 12 mil vagas. Serão sete mil vagas para segunda graduação, sendo mil vagas para cada uma das formações oferecidas nas duas universidades, e cinco mil vagas para especializações, que ocorrem na Unimontes, sendo mil em cada um dos cursos.

Observações

Para verificar todas as exigências para participação basta consultar a Resolução SEE 4600/2021

O servidor aprovado nas condições previstas no edital terá os encargos do curso e as despesas de logística –  hospedagem, alimentação e transporte -, nas fases presenciais, custeados pela SEE/MG. Vale destacar que só será possível matricular-se em apenas um curso, seja graduação ou pós-graduação. O passo a passo para concorrer está no edital de cada universidade.

A previsão do início das aulas varia de acordo com cada formação. O período de inscrições e mais informações sobre ingresso nas universidades estão nos editais que serão publicados pelas instituições. As regras da Unimontes serão disponibilizadas no início de setembro. Já o edital da Uemg foi publicado em 13/8.

Segunda licenciatura / Uemg

Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) recebe, até 27/8, inscrições para professores do ensino básico da rede estadual que atuam em municípios que aderiram ao Projeto Mãos Dadas e que estejam interessados em concorrer a uma vaga para obtenção de uma segunda licenciatura. Serão oferecidas 4 mil vagas gratuitas, na modalidade a distância, para os cursos de Artes Visuais, Música (Educação Musical Escolar), Física, Letras (Português) e Matemática. 

As oportunidades estão distribuídas entre 20 municípios mineiros, que serão polos de apoio para as atividades presenciais, quando exigidas. Os cursos de graduação para segunda licenciatura têm duração total de 12 a 14 meses, com previsão de início para outubro deste ano.

A inscrição é gratuita e deve ser feita exclusivamente pela internet, por meio de preenchimento do formulário eletrônico disponível neste link. Cada candidato poderá selecionar cursos de primeira e segunda opção.

Os requisitos para concorrer a uma das vagas, bem como a forma de seleção, o cronograma e as demais informações aos candidatos, podem ser consultados no edital. O resultado final será divulgado em 27/9.

Para mais informações sobre cursos de graduação, dispositivos do edital ou outras explicações relacionadas ao processo seletivo, é possível encaminhar as dúvidas para segundalicenciatura.selecao2021@uemg.br, pelo canal Fale Conosco e pelo telefone (31) 3916-8620, com atendimento no horário comercial.

Mãos Dadas

O projeto prevê o investimento de mais de R$ 500 milhões, que podem ser destinados para a construção de escolas, aquisição de mobiliários, execução de obras e reformas, entre outras ações. A iniciativa traz benefícios mútuos para estado, prefeituras e para a melhoria da qualidade da educação pública disponibilizada aos estudantes mineiros.

Ao aderir ao Mãos Dadas, o município recebe investimentos robustos de infraestrutura e apoio pedagógico. O objetivo é que eles tenham condições adequadas para absorver a demanda de alunos dos anos iniciais do ensino fundamental, conforme dispõe a Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Além disso, a partir da adesão ao projeto, será possível que as prefeituras invistam, por exemplo, na ampliação da oferta da educação infantil. Já para o estado, a iniciativa permite que seja realizada a ampliação do Ensino Médio em Tempo Integral, a expansão da Educação Profissional e a oferta de mais vagas do ensino médio diurno, entre outros.

De acordo com o subsecretário de Articulação Educacional da SEE/MG, Igor de Alvarenga, o projeto traz oportunidade de ganhos para toda a comunidade escolar. Por isso, é importante que os municípios façam a adesão a iniciativa. “O projeto Mãos Dadas vem para fortalecer ainda mais o regime de colaboração entre Estado e Municípios, já previsto em nossa Constituição Federal. Isto representa um grande avanço para a educação de Minas Gerais”, afirma.

Nos municípios que fizerem a adesão ao projeto, os servidores convocados/contratados não terão prejuízo em seu contrato vigente, uma vez que a transferência da demanda de alunos só será efetivada no próximo ano letivo, ou seja, permanecerão em atividade até o término de seu contrato previsto para o final do ano letivo 2021.

Já os servidores efetivos dos anos iniciais das escolas estaduais envolvidas – professores e Especialistas de Educação Básica – poderão ficar em adjunção no município, com a garantia de ônus para o Estado, mediante a anuência do servidor. Serão garantidos todos os direitos e benefícios, incluindo o Ipsemg e aposentadoria, além das promoções e progressões da carreira. Para os demais servidores da escola, serão oferecidas garantias específicas.

Fonte: Agência Minas

Digiqole ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: