Vendas do comércio varejista ficam estáveis em outubro

 Vendas do comércio varejista ficam estáveis em outubro

Movimento de vendas de brinquedos para o Dia das Crianças, comércio varejista nas ruas do Polo Saara, centro do Rio de Janeiro.

Compartilhe esta notícia:
Digiqole ad

As vendas do comércio varejista brasileiro ficaram estáveis na passagem de setembro para outubro, com taxa de -0,1%, após dois meses consecutivos de queda.

Com esse resultado, divulgado nesta quarta-feira pelo IBGE, o varejo encontra-se 6,4% abaixo do patamar recorde, alcançado em outubro de 2020.

No ano e em 12 meses, o setor acumula ganho de 2,6%.

A Pesquisa Mensal do Comércio aponta que o resultado de estabilidade no campo negativo foi influenciado por cinco das oito atividades investigadas. Entre elas, as variações mais intensas foram registradas pelos setores de livros, jornais, revistas e papelaria, móveis e eletrodomésticos, combustíveis e lubrificantes e hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo.

O segmento de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos também ficou estável na mesma comparação.

Já os setores que registraram crescimento nas vendas no período foram tecidos, vestuário e calçados, outros artigos de uso pessoal e doméstico e equipamentos e material para escritório, informática e comunicação.

Na comparação com outubro do ano passado, as vendas do comércio varejista cairam 7,1%. Foi a terceira queda consecutiva desse indicador e todas as oito atividades investigadas recuaram nessa comparação, com destaque para os setores de móveis e eletrodomésticos, equipamentos e material para escritório, informática e comunicação e livros, jornais, revistas e papelaria.

Fonte: Radioagencia Nacional

Digiqole ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: