Verificação de medidores de pressão é fundamental para saúde dos pacientes

A unidade regional do Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerais (Ipem-MG), na capital, tem verificado semanalmente centenas de medidores de pressão arterial (esfigmomanômetros) dos municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

A análise desses equipamentos é fundamental para o diagnóstico dos pacientes e na prescrição correta dos medicamentos.

Segundo a agente fiscal do Ipem-MG, Danielle Pâmela Alves, as verificações devem ser realizadas anualmente para garantir que os instrumentos estejam medindo corretamente e não tenham escapamento de ar superior ao admissível pela legislação pertinente.

“No caso da reprovação do instrumento, orientamos o detentor do equipamento a encaminhá-lo para reparo a uma oficina credenciada ao Instituto de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro)/Ipem-MG. Após o conserto, o Ipem-MG confere novamente o esfigmomanômetro, emitindo um laudo e afixa a marca de verificação do exercício para o ano subsequente”, explica Danielle.

O engenheiro biomédico da Equipacare, Hugo Oliveira,  destaca que o trabalho do Ipem-MG é de extrema importância para a área de saúde. “As verificações são fundamentais para o diagnóstico correto e, consequente, assertividade nas prescrições e condutas médicas”, observa.

Por isso, é importante que os profissionais da área encaminhem esses instrumentos ao Ipem-MG, anualmente, ou sempre que passarem por manutenção.

Verificação dos aparelhos

Para realizar a verificação, basta entrar em contato com a Regional do Ipem-MG Belo Horizonte, pelo endereço eletrônico bh.atendimento@ipem.mg.gov.br . O contato ainda também pode ser realizado na Ouvidoria do Ipem-MG: por meio do formulário Fale Conosco, pelo endereço eletrônico ouvidoria@ipem.mg.gov.br ou telefone 08000 335 335.

Conforme Portaria Inmetro nº 46/2016, a submissão do instrumento à verificação do Ipem-MG é de responsabilidade do detentor do aparelho. O valor desse serviço na regional custa a partir de R$ 12,52 e, no local de uso (hospitais e clínicas), o valor é de R$ 47,31 para a primeira unidade e de R$20,31 a partir do segundo instrumento.

Cabe destacar que o Ipem-MG não realiza nenhum tipo de verificação e fiscalização em residências. Apenas nos contextos industrial e comercial.

Fonte: Agência Minas

Comentários




 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui